MAIS COR, POR FAVOR

Telhados verdes oferecem beleza e soluções sustentáveis para centros urbanos

Os chamados telhados verdes são uma forma de trazer o cuidado com o meio ambiente para a casa ou apartamento. Além de conferirem mais cor ao cinza das cidades, eles auxiliam na drenagem da água da chuva e proporcionam isolamento acústico e térmico. Uma pesquisa realizada na Universidade de São Paulo (USP) mostrou que a diferença de temperatura entre um prédio com telhado verde pode ser até 5°C menor do que um com cobertura de concreto. Além disso, nos edifícios com esse cuidado sustentável, a umidade relativa do ar é cerca de 15% maior. Os telhados vivos, como também são chamados, podem ser jardins em edifícios com telhado plano ou podem ser uma cobertura de gramíneas em telhados com inclinação. “É uma maneira de trabalhar uma questão ambiental, com uma visão não tão urbana, além de retomar o contato com a natureza”, explica o engenheiro agrônomo da empresa curitibana Esalgarden, Gustavo Milak. Para quem quer optar por esse projeto, é necessário muito estudo. Para casas e edifícios
já construídos, a ajuda de um engenheiro é essencial, já que deve ser observada a capacidade da laje de suportar a estrutura. “Hoje o que muitos fazem é trocar o telhado por uma laje para produzir hortas e ter um jardim, mas é importante verificar quanto a estrutura comporta de peso, para evitar rachaduras e infiltrações na casa”, destaca o engenheiro agrônomo.

 

 

Não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

CONTATO

Av. Nadima Damha, nº 2.045
Jardim Yolanda
São José do Rio Preto | SP
17 3305-3721, 3305-3731,
3211-9860, 3235-1821
17 99627-0999 (Whatsapp)
comore@revistainterarq.com.br

Pautas
Sugestões enviar para redacao@comore.com.br