ALEX HANAZAKI – ANUÁRIO 2016/2017

“Este projeto em uma casa de campo no interior de São Paulo foi pensado desde o início da obra, juntamente com a arquitetura. O cliente me deu liberdade total para criação da área externa por completo, desde os elementos construtivos, como piso, lago, espelhos d’água, pérgolas e piscina, até cada detalhe dos jardins com árvores frondosas e flores perfumadas.” Alex Hanazaki

Na parte frontal da casa foi criada uma grande praça de boas-vindas, ligada do nível da rua para o nível da construção por uma grande rampa para carros e por uma escadaria ladeada por Gardênias e árvores Pau-Ferro
Na parte frontal da casa foi criada uma grande praça de boas-vindas, ligada do nível da rua para o nível da construção por uma grande rampa para carros e por uma escadaria ladeada por Gardênias e árvores Pau-Ferro
O pátio com ares toscanos recebeu uma fonte esculpida em pedra no centro e grandes árvores de Liquidamber. Para minimizar a aridez provocada pelo piso de paralelepípedo, foi utilizado um desenho geométrico de grama, criando grandes tapetes .Buxinhos podados em bola e mini roseiras completam as vegetações desta área
O pátio com ares toscanos recebeu uma fonte esculpida em pedra no centro e grandes árvores de Liquidamber. Para minimizar a aridez provocada pelo piso de paralelepípedo, foi utilizado um desenho geométrico de grama, criando grandes tapetes .Buxinhos podados em bola e mini roseiras completam as vegetações desta área
A topografia foi a aliada para se criar vários níveis de espelhos d’água, que unem a casa à piscina e ao lago. Assim sendo, o usuário poder percorrer quase toda a extensão do terreno, passeando por escadarias e platôs rodeados de sensações provocados pelas plantas e pela água. As jabuticabeiras centenárias foram usadas em três situações nestes platôs, trazendo sombra e frescor, assim como o perfume da lavanda se faz presente em vários momentos da caminhada. O Capim do Texas verde ou rubro arremata os canteiros dispostos nas escadarias
A topografia foi a aliada para se criar vários níveis de espelhos d’água, que unem a casa à piscina e ao lago. Assim sendo, o usuário poder percorrer quase toda a extensão do terreno, passeando por escadarias e platôs rodeados de sensações provocados pelas plantas e pela água. As jabuticabeiras centenárias foram usadas em três situações nestes platôs, trazendo sombra e frescor, assim como o perfume da lavanda se faz presente em vários momentos da caminhada. O Capim do Texas verde ou rubro arremata os canteiros dispostos nas escadarias
A topografia foi a aliada para se criar vários níveis de espelhos d’água, que unem a casa à piscina e ao lago. Assim sendo, o usuário poder percorrer quase toda a extensão do terreno, passeando por escadarias e platôs rodeados de sensações provocados pelas plantas e pela água. As jabuticabeiras centenárias foram usadas em três situações nestes platôs, trazendo sombra e frescor, assim como o perfume da lavanda se faz presente em vários momentos da caminhada. O Capim do Texas verde ou rubro arremata os canteiros dispostos nas escadarias
A topografia foi a aliada para se criar vários níveis de espelhos d’água, que unem a casa à piscina e ao lago. Assim sendo, o usuário poder percorrer quase toda a extensão do terreno, passeando por escadarias e platôs rodeados de sensações provocados pelas plantas e pela água. As jabuticabeiras centenárias foram usadas em três situações nestes platôs, trazendo sombra e frescor, assim como o perfume da lavanda se faz presente em vários momentos da caminhada. O Capim do Texas verde ou rubro arremata os canteiros dispostos nas escadarias

Alex Hanazaki
Paisagismo
Rua Francisco Leitão, 240, casa 12
São Paulo – SP
(11) 3061.3420
www.hanazaki.com.br

Fotos_Beto Riginik

Salvar

Não há comentários.

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

CONTATO

Av. Nadima Damha, nº 2.045
Jardim Yolanda
São José do Rio Preto | SP
17 3305.3721, 3305.3731,
3211.9860, 3235.1821
17 99627.0999 (Whatsapp)
comore@revistainterarq.com.br

Pautas
Sugestões enviar para redacao@comore.com.br